O que é ERP – Sistema de Gestão Integrado – e quando usá-lo.

Quando se fala em gestão de empresas, o termo ERP aparece repetidamente em diversos artigos espalhados pela internet. Os empresários que já possuem negócios e mesmo aqueles empreendedores iniciantes ou MEI, já se familiarizaram com o termo e são bombardeados constantemente com diversas ofertas de sistemas de gestão que prometem resolver todas as suas necessidades.

Atualmente, com a maior mecanização dos processos empresariais os sistemas de gestão integrados se multiplicaram no mercado brasileiro. Derivado da sigla em inglês ERP (Enterprise Resource Planning), os sistemas de gestão viraram ponto pacífico na automatização das tarefas de controle das empresas, especialmente, nas tarefas de controle financeiro.

Entretanto, será que os empresários sabem o que vão receber quando compram um ERP?

Falando de uma forma bem simples, o ERP é um programa de computador que substitui os formulários de controle da empresa. Por conta disso, a sua eficiência está diretamente ligada à capacidade da organização em abastecer o ERP de informações precisas.

Entre as principais funções de um Sistema ERP podemos destacar: controle de estoque, fluxo de caixa, geração de boletos, automação de cobrança, vendas, serviços, cadastro de produtos, entre outras.

Não basta apenas ter o ERP é preciso incorporá-lo ao dia a dia da organização.

Além disso, o ERP vai um pouco além dos formulários de controle comuns. Ele elabora relatórios com informações consolidadas de forma automática o que agilizará bastante o processo de decisão.

Por ser um programa mais complexo, sua introdução requer investimentos tanto na aquisição do ERP como em treinamento para seu uso e o seu máximo aproveitamento. Por isso, é importante entender qual o melhor momento da sua empresa adquirir um ERP.

Quando devo introduzir um ERP aos processos da minha empresa?

Antes de responder a essa pergunta, o empresário deve entender que o ERP deve se adequar as necessidades de sua empresa e não o contrário, ou seja, ao adquirir um ERP deve pensar primeiro nas funções que precisa e não se guiar apenas por preço ou funções extras que podem confundi-lo.

Por conta disso, antes de selecionar qualquer sistema deve conhecer muito bem sua própria empresa e elaborar um lista com as principais necessidades da empresa, para que essas necessidades se tornem os requisitos na hora de selecionar o ERP apropriado.

Esse processo de analisar as necessidades da empresa é, na realidade, o melhor momento para saber quando se deve adquirir um sistema de gestão integrada ou ERP. Durante a avaliação estratégica da empresa, procure saber como andam os ciclos de venda, de pagamento e financeiros da sua organização.

Se o empresário percebe que a empresa está demorando muito para entregar um produto ou que os pagamentos estão sofrendo algum tipo de atraso ou que não consegue visualizar claramente o lucro da empresa no mês, então esse é o exato momento de se adquirir um sistema ERP.

Com essas necessidades na mão, basta pesquisar no Google ou no Youtube quais as opções de sistema de ERP, sempre lembrando que o sistema ideal se adequa as necessidades de sua empresa, e selecionar a melhor opção para seu caso específico.

Qual o melhor sistema ERP online para empresas?

O Sistema ERP online e mais completo do mercado atualmente é o dinngol. Ele disponibiliza diversas ferramentas para controle financeiro, controle de estoque, e outras para otimizar a gestão de empresas, de pequeno e médio porte; tem um painel simples e de fácil navegação, totalmente integrado. Além disso o dinngol tem o melhor custo/benefício, com preços acessíveis e um excelente suporte técnico. Além disso, os usuários podem testar o sistema gratuitamente por 10 dias antes de comprá-lo. Para saber mais clique aqui.

Esperamos que essas informações possam ajudar em seu negócio. breve postaremos mais informações sobre sistemas e formas de otimizar a gestão de empresas de serviços e produtos. Se você gostou, compartilhe!